Teatros Precários & Co – apresentação

Em finais dos anos setenta e inicio dos oitenta o italiano Luigi Abbondanza (depois ter trabalhado com mestres do teatro internacional como Julian Beck, Judith Malina, Dario Fo e Giorgio Strehler) criou, numa casa ocupada perto da Assembleia da República, uma série de projectos que, na altura, se tornaram muito conhecidos em Lisboa.

Ali nasceu a Culturona – Fábrica de Comunicação, nasceram as Feiras da Arte do Desenrasca, as Brigadas Teatrais pioneiras do teatro de rua em Portugal, o CHOR, muitos Ateliers de artesanato e artes plásticas, A Peste que era uma pequena loja que vendia a produção dos artesãos e artistas residentes e ali instalou o seu Teatro Emarginato que durante a vida da Culturona se constituiu como o verdadeiro motor da casa e por ele passaram actores e actrizes que vieram vingar no panorama teatral e cultural Português.

Actualmente, Luigi em parceria com A. Pedro Correia lançou um novo projecto: Teatros Precários & Co.

Fruto do encontro entre Luigi Abbondanza e o escultor e dramaturgo A. Pedro Correia, dois amigos decididos a fazer teatro com meios precários e independentes, Teatros Precários & Co. é um projecto teatral vocacionado para criar momentos inéditos de interacção ao vivo entre música improvisada e teatro em língua portuguesa e italiana tendo como espaços de actuação privilegiados Portugal, Itália e Suiça.

O conceito T. P. & Co inclui dramaturgias de autoria própria, organização de masterclass, workshops e seminários intensivos com mestres internacionais do teatro e da música improvisada.

Em particular Teatros Precários & Co. colabora com o N. C. I. (Nouveau Clown Institute) de Barcelona fundado e dirigido por Jango Edwards.